Setor administrativo da PF inicia paralisação de 48 horas

Os servidores administrativos da Polícia Federal começaram nesta quinta-feira, 26, uma paralisação de 48 horas. Segundo informações do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (Sinpecpf), a paralisação foi deliberada em Assembléia Geral Extraordinária e marcada para ter início nesta quinta-feira. A mobilização dos trabalhadores em Brasília será a partir das 8h30, em frente ao Edifício Sede da Polícia Federal. Nos outros Estados, os servidores também devem se concentrar em frente às sedes da PF. Os serviços prejudicados serão, segundo o sindicato, a emissão de documentos, incluindo passaporte e porte de armas, o controle de produtos químicos, tramitação de inquéritos e todos os serviços administrativos. Greve geral Os funcionários da Polícia Federal poderão entrar em greve geral novamente, em todo o País, ainda sem data definida, caso o governo não cumpra o acordo salarial, com reajuste de 30%, estipulado em acordo com o Ministério da Justiça. Segundo informações do presidente do sindicato dos Delegados da Polícia Federal de São Paulo, Amauri Portugal, será realizada às 10 horas desta quinta-feira, 26, em Brasília, uma reunião entre o Ministério do Planejamento, o sindicato, a Federação Nacional dos Delegados da Polícia Federal, Associação dos Delegados de São Paulo e a Federação Nacional dos Agentes da Polícia Federal. Portugal disse que, caso não haja acordo entre o governo e os representantes dos trabalhadores durante a reunião, uma assembléia será marcada nos próximos dias para a escolha da data da nova paralisação.

Agencia Estado,

26 Abril 2007 | 09h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.