Servidores querem mudanças em projeto salarial

Representantes dos servidores públicos de Minas Gerais cobram mudanças no projeto de lei, de autoria do governador reeleito Aécio Neves (PSDB), que define a política remuneratória da categoria. Um documento foi entregue na segunda-feira por sindicalistas e deputados da oposição ao presidente da Assembléia Legislativa, Mauri Torres (PSDB).Eles alegam que o projeto do Executivo não corrige distorções salariais. Torres prometeu intermediar as negociações e garantiu que o projeto de lei 3.669/06, que trata do assunto, não será colocado em votação no plenário sem consenso. Pelo projeto, o limite de recursos para a política remuneratória depende, em cada exercício, de um cálculo que inclui a variação nominal do ICMS e da despesa com pessoal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.