Servidores protestam contra pacote de Tarso no RS

Centenas de funcionários públicos foram hoje às ruas de Porto Alegre para protestar contra as medidas do plano de sustentabilidade financeira apresentado pelo governador Tarso Genro (PT) à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul na semana passada. Convocados por 21 entidades de servidores, os manifestantes se reuniram diante da sede do Sindicato dos Professores, na Avenida Alberto Bins, e caminharam pelas ruas centrais da cidade até a Praça Marechal Deodoro, diante do Palácio Piratini, a sede do governo gaúcho.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

02 de junho de 2011 | 18h53

No caminho, cantaram refrões como "Oh, Tarso Genro, presta atenção, o teu pacote é traição" e "retira, retira, retira". Também advertiram que podem ir à greve se o governo não desistir do pacote. Anunciaram ainda que vão conversar individualmente com todos os 55 deputados estaduais para convencê-los a rejeitar o plano.

Os representantes das diversas categorias do funcionalismo não concordam com o aumento da alíquota da contribuição previdenciária, de 11% para 16,5%, para quem ganha mais de R$ 3.689,66, não querem a criação de um fundo previdenciário para quem ingressar na carreira pública a partir de agora, e refutam a limitação dos pagamentos de requisições de pequeno valor (RPVs) a 1,5% da receita corrente líquida.

O governo, que está às voltas com um déficit estimado em R$ 700 milhões para este ano, sustenta que a falta de providências imediatas pode transformar a previdência estadual insustentável em poucos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
pacoteRSprotestoservidores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.