Servidores do Judiciário protestam em frente ao STF

Categoria reivindica reajuste salarial; o batalhão de choque da Polícia Militar está posicionado para evitar a invasão do prédio

Eduardo Bresciani, de O Estado de S. Paulo,

23 de agosto de 2012 | 17h35

Dezenas de servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União se reuniram nesta quinta em uma barulhenta manifestação em frente à sede do Supremo Tribunal Federal (STF), onde está sendo julgado o processo do mensalão. As categorias reivindicam reajustes salariais. O batalhão de choque da Polícia Militar do Distrito Federal foi chamado e se posicionou para impedir qualquer tentativa de invasão ao STF.

Além de rojões e buzinas, os manifestantes fizeram diversas faixas criticando o PT por não conceder os reajustes. "PT nunca mais", diz uma delas. Outras pedem "autonomia do Judiciário".

O Executivo ofereceu 15,8% de aumento para os servidores do Judiciário de forma escalonada, em três anos. Os servidores rejeitam o porcentual. "15,8% é humilhação", diz uma das faixas.

Tudo o que sabemos sobre:
greveservidoresJudiciário, stf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.