Servidores do Judiciário paralisam atividades

Servidores do Judiciário Federal em diversas regiões do País estão participando hoje do Dia Nacional de Luta por melhores salários e pela aprovação do Plano de Cargos e Salários (PCS). Em São Paulo, na Bahia, no Ceará e no Amazonas os servidores vão paralisar as atividades por 24 horas, segundo informou o Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal do Estado de São Paulo (Sintrajud).O objetivo da paralisação é pressionar o governo federal a colocar em pauta no plenário da Câmara os projetos de lei que revisam os Planos de Cargos e Salários dos servidores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União.Com a aprovação do projeto, os servidores esperam que sejam corrigidas distorções nos planos salariais atualmente em vigor, visando a melhoria dos salários mais baixos dos servidores. Hoje, no Judiciário Federal, a maior parte dos salários dos servidores é composta por cargos em comissão, que podem ser retirados a qualquer tempo por não serem asseguradas em lei salarial. Além disso, os salários de ingresso na categoria chegam a ser até quatro vezes menor que em cargos similares em órgãos do Executivo e Legislativo.A expectativa é que o movimento de hoje mobilize cerca de 100 mil servidores em todo o país. Na capital paulista, são 10 mil os servidores do Judiciário Federal. Segundo a assessoria de imprensa do Sintrajud, já está confirmada a paralisação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.