Servidores do Judiciário fazem greve em SP

Funcionários do Judiciário Nacional de São Paulo começaram greve nesta quinta-feira em todo o Estado, inclusive na baixada santista, por tempo indeterminado. A greve já acontece no Estado do Mato Grosso desde o último dia 21 de junho e deve atingir os demais estados do País na próxima semana. A paralisação compromete as eleições, porque acontece durante a próxima semana o período no qual os candidatos de todo o País realizam suas inscrições nos cartórios eleitorais.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2012 | 16h50

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal (Fenajufe), informa que a greve geral está programada para os próximos dias 4 e 5 de julho.

Os trabalhadores do Judiciário reivindicam a aprovação do projeto de lei que revisa o plano de cargos e salários de toda a categoria. O projeto tramita no Congresso desde 2009 e traz uma reposição emergencial das perdas salariais acumuladas desde junho de 2006, data da última reposição salarial, informa o coordenador geral do Sintrajud, que representa os funcionários do Judiciário em São Paulo, Adilson Rodrigues Santos.

Dentre os trabalhadores do Judiciário Nacional, estão os funcionários da Justiça Federal, Justiça Eleitoral, Justiça Trabalhista e, em alguns Estados, Militar.

A Fenajufe diz que mesmo que a greve não seja acatada por todos os funcionários da Justiça Eleitoral, o trabalho de cadastro dos candidatos de todo o País será comprometido. "Os servidores dos cartórios federais fazem parte da categoria", afirma. "Mas a orientação é que todo o Judiciário pare os trabalhos por tempo indeterminado", destaca a Fenajuve.

O coordenador geral do Sintrajud, conta que ainda nesta quinta, por volta das 19h, deve acontecer uma assembleia em Brasília com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ayres Britto. Santos informou ao estadão.com.br que vários protestos são previstos para acontecer ainda nesta semana, mas não revelou as datas e horários.

(Gheisa Lessa/16h04)

Tudo o que sabemos sobre:
Judiciárioservidoresgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.