Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Servidores do Judiciário de Sorocaba mantêm greve

Os 780 funcionários do Poder Judiciário em Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo, decidiram hoje, em assembléia, manter a greve que desde o último dia 27 paralisa todos os serviços do Fórum local. Houve adesão parcial também dos servidores judiciários de outras cidades da região, como Piedade, Ibiúna e Mairinque. A categoria reivindica reajuste salarial de 54,51%, sendo 34,51% a título de reposição e 20% de adiantamento relativo ao plano de cargos e salários.Os servidores querem também a elevação do auxílio-saúde para R$ 100 e do auxílio-alimentação para R$ 10, bem como a extensão do auxílio-creche para as comarcas do interior. A greve dos escreventes, oficiais de justiça, auxiliares e motoristas afetou também o trabalho de juízes e promotores. As sete varas cíveis e três criminais suspenderam as audiências. Mais de 150 mil processos estão parados. Os juízes e promotores mantém apenas um plantão judiciário para o atendimento dos casos urgentes.Na assembléia, os servidores decidiram não retornar ao trabalho enquanto o Tribunal de Justiça do Estado não abrir as negociações. Em agosto do ano passado, os funcionários do Fórum de Sorocaba também entraram em greve reivindicando aumento salarial. O movimento não teve a adesão dos funcionários da Capital e eles tiveram que voltar ao trabalho sem o aumento. Além disso, tiveram os dias de greve descontados do salário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.