Servidores da Saúde voltam ao trabalho em SP

A partir desta segunda-feira, os serviços de agendamento de consultas e atendimento ambulatorial devem voltar ao normal nos hospitais e demais unidades estaduais de saúde. Após 29 dias de paralisação, os servidores decidiram voltar ao trabalho na última quarta. O retorno deverá ocorrer aos poucos e a presidente do sindicato da categoria (Sindsaúde), Célia Regina Costa, admite que poderá haver dificuldades no atendimento. "As pessoas não devem tentar marcar consultas por enquanto; procuraremos atender as que já tinham sido agendadas", aconselhou. Segundo ela, alguns hospitais têm elaborado listas e, nos próximos dias, funcionários deverão telefonar para os pacientes que deixaram de ser atendidos durante a greve. A Secretaria de Estado da Saúde informou que o número de pacientes prejudicados pela paralisação foi pequeno. O reinício das atividades acabou prejudicado pelo feriado prolongado de Corpus Christi. "Recuamos em benefício da população. Esperamos que o governo também cumpra sua parte", comentou a presidente do Sindsaúde. A reunião entre as partes está marcada para esta terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.