Servidores da PF fazem greve por reestruturação na carreira

Os servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (PECPF) estão em greve desde a manhã desta quarta-feira, 11. A interrupção de 24 horas dos serviços deve afetar a emissão de passaportes e de portes de arma e controle de produtos químicos.De acordo com a presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SinpecPF), Francisca Hélia Leite Carvalho Cassemiro, a categoria reivindica a reestruturação da carreira e a realização de concurso público para a contratação de novos servidores."A reestruturação foi encaminhada para o governo em 2005 e, até agora, nada foi resolvido. Três mil policiais estão sendo remanejados para a área administrativa por falta de pessoal", explica Francisca Hélia.Pouco mais de 4,44 mil servidores da Polícia Federal são responsáveis pelo trabalho administrativo em todo o País.Os servidores estão de braços cruzados em frente ao edifício sede da Polícia Federal em Brasília e nas Superintendências Regionais do DF. "No final do dia vamos fazer uma avaliação da nossa paralisação e uma assembléia será realizada no próximo dia 18 para definirmos se a paralisação se estenderá por tempo indeterminado", afirma a presidente do SinpecPF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.