Servidor pede medida contra 'desmoralização' do Senado

Em evento,Domingos diz que não entraria no mérito das acusações, numa referência ao caso dos atos secretos

ROSANA DE CASSIA, Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 15h16

O presidente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, João Domingos Gomes dos Santos, pediu nesta terça-feira, 30, ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que não permita que a "Casa da Democracia" seja desmoralizada. Em discurso, durante comemoração dos 50 anos da confederação, João Domingos disse que não entraria no mérito das acusações, numa referência aos escândalos dos atos secretos. "Mas o dia que esta Casa for desmoralizada, estará desmoralizada a democracia", afirmou.

 

Veja também:

link Em carta, Sarney diz que PF vai investigar empresa do neto

som Ouça o discurso de Simon pedindo afastamento de Sarney

especialESPECIAL MULTIMÍDIA: Entenda os atos secretos e confira as análises

lista Confira a lista dos 663 atos secretos do Senado

documento Leia a íntegra da defesa do presidente do Senado

lista O ESTADO DE S. PAULO: Senado acumula mais de 300 atos secretos

lista O ESTADO DE S. PAULO: Neto de Sarney agencia crédito no Senado

Sarney é um dos parlamentares citados entre os que teriam parentes beneficiados por meio de atos secretos adotados para criação de cargos, nomeações e aumentos salariais na Casa, conforme denunciou reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Além disso, o esquema de crédito consignado no Senado, alvo de investigação da Polícia Federal (PF), inclui entre seus operadores José Adriano Cordeiro Sarney, neto do peemedebista.

"A nossa confederação e filiadas não vão permitir a desmoralização do Congresso Nacional", disse João Domingos. Ao encerrar a cerimônia, Sarney enalteceu o trabalho da Confederação dos Servidores e lembrou que, como presidente da República, foi ele quem autorizou o 13º salário para o servidor público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.