Serraglio suspeita de acordo para não punir deputados

O relator da CPI dos Correios, Osmar Serraglio (PMDB-PR) levantou hoje a suspeita da existência de uma troca de favores entre os partidos, para evitar as punições de parlamentares acusados de receber mensalão, pelo Conselho de Ética e pelas CPIs. "Espero que não seja verdadeira aquela engenharia de ´eu ajudo seu partido, você ajuda o meu partido e nós vamos abafar o que está acontecendo", disse Serraglio, para quem "resta ainda uma esperança" de punição, referindo-se às eleições gerais de outubro.

Agencia Estado,

03 de janeiro de 2006 | 14h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.