Clayton de Souza/AE
Clayton de Souza/AE

Serra volta a condenar 'campanha eleitoral antecipada'

'Sou contra, tanto que não faço', disse governador, que garante não ter mudado discurso

Agência Estado,

13 de março de 2010 | 08h33

O governador de São Paulo, José Serra, virtual candidato do PSDB à Presidência da República, voltou a condenar a precipitação da corrida eleitoral deste ano e disse ser contra "campanha antecipada". "Eu sou contra, tanto que eu não faço", afirmou na sexta-feira, 12, em Piracicaba, quando indagado sobre sua opinião a respeito das pesquisas eleitorais e da campanha fora do prazo.

Tucanos acusam o governo Luiz Inácio Lula da Silva de proporcionar campanha eleitoral antes da data permitida pela legislação para tentar alavancar a candidatura presidencial da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, nas pesquisas de intenção de voto. A Lei Eleitoral determina que as candidaturas sejam oficializadas somente após a realização das convenções partidárias em junho.

Ao visitar o interior paulista, onde distribuiu beijos e tirou fotos com eleitores, Serra refutou a fama de "sisudo". Questionado se, com a proximidade das eleições presidenciais, teria deixado de lado a sisudez, afirmou: "Eu de fato não sou sisudo. Você pode pegar gravações da minha presença aqui outras vezes, muito antes de eleições, o meu discurso não mudou do ponto de vista de eleições", declarou o governador, após inaugurar uma unidade do Poupatempo da região. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleição 2010PSDBJosé Serracampanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.