Serra vai a MG em sua última saída de SP como governador

Paulista enalteceu relação com Aécio, que apesar de dizer que irá disputar Senado, ainda é cotado para ser seu vice

AE, Agencia Estado

24 de março de 2010 | 19h54

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), disse nesta quarta-feira, 24, que sua ida a Minas Gerais para assinar um acordo de cooperação na área tributária e de segurança pública é sua "última saída de São Paulo como governador". O governador paulista evita admitir a candidatura à Presidência da República pelo PSDB, mas tem até 3 de abril para se desincompatibilizar do cargo.

 

"E, além disso, vim aqui também, é minha última saída de São Paulo como governador, e para mim é muito grato fazê-lo vindo a Minas Gerais, esse Estado com o qual São Paulo tem tanta relação e esse governador com quem tenho proximidade", disse Serra, de acordo com informações da Agência Minas.

 

Em evento ao lado do governador mineiro, Aécio Neves, Serra enalteceu a relação pessoal entre os dois tucanos e a ligação entre São Paulo e Minas. Os afagos a Aécio, que apesar de anunciar que irá concorrer ao Senado é ainda cotado para ser o vice na chapa liderada por Serra, prosseguiram também na área administrativa.

 

"Enfim, temos várias coisas em comum, aprendemos um com o outro. A administração do Aécio já vem desde 2003 e, portanto, assinamos aqui essa cooperação no campo tributário e naquele outro, essencial para a vida brasileira, que é da segurança".

 

Aécio, por sua vez, teceu comentários relacionados ao termo de cooperação e à continuidade das ações depois que ambos deixarem o cargo. "É muito importante que haja continuidade para que essas medidas se tornem medidas realmente efetivas em favor da população em Minas e São Paulo. Por isso, a minha alegria em receber, mais uma vez, o companheiro, amigo e correligionário, José Serra."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.