'Serra teve papel decisivo na escolha de Alckmin', diz Guerra

Presidente nacional do PSDB diz que o governador teve importante papel para a candidatura de Alckmin em SP

Paula Laier e Silvia Amorim, da Agência Estado,

22 de junho de 2008 | 12h34

O presidente nacional do PSDB, Senador Sergio Guerra (PSDB-PE) disse que o governador José Serra teve papel decisivo no acordo que definiu um candidato próprio para o PSDB nas eleições municipais deste ano. "Sem dúvida, equilíbrio, ponderação e firmeza, também sempre foram a marca dele ", respondeu ao ser questionado sobre o papel de Serra na decisão tomada no sábado, antes da convenção do partido, na manhã deste domingo, 22. Guerra chegou à Convenção do PSDB, pouco antes do ex-governador e pré-candidato à Prefeitura paulistana, Geraldo Alckmin.   Com referência ao acordo firmado no sábado, Guerra afirmou que o PSDB teve que desenvolver, e desenvolveu com o tempo, a noção de que precisa disputar a eleição e ter um candidato para vencer. "Que é o nosso ex-candidato à presidência da República e ex-governador Geraldo Alckmin".   Sobre os próximos passos do tucanato e as dissidências dentro do próprio partido - já que uma ala do PSDB apoiava uma chapa conjunta apoiando o prefeito Gilberto Kassab (DEM) -, Guerra afirmou que tudo tem o seu tempo. "Ao longo desta semana, vencemos obstáculos muito importantes e vamos vencer os que vierem". Para 2010, Guerra afirmou que não há acordo algum. "Há dois candidatos no PSDB, José Serra e Aécio Neves. Nós vamos escolher um deles para governar o Brasil".   Com o acordo firmado em São Paulo, questionado se Serra sairia na frente. "Em São Paulo, provavelmente sim".  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.