Serra tenta mobilizar prefeitos paulistas

Na tentativa de mobilizar prefeitos paulistas em favor de sua candidatura, o presidenciável tucano José Serra discursou ontem, em agenda de última hora, a lideranças do DEM em um hotel na zona norte de São Paulo. Ciceroneado pelo prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM), Serra destacou que "a torrente de mentiras e futricas" vai crescer e que é preciso destacar "valores" em busca da vitória no 2º turno.

ROBERTO ALMEIDA, Agência Estado

08 de outubro de 2010 | 01h22

O encontro, denominado "Obrigado São Paulo, Unidos pelo Brasil", foi acordado pela coordenação de campanha do governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB), que já trabalha por Serra. A pedido do tucano, Kassab reuniu 63 prefeitos em um auditório do hotel, que estava lotado de correligionários do DEM, para receber a mensagem de Alckmin e Serra.

"Vocês vão ver que dentro dessa torrente de mentiras, de futricas, que vão crescer nessas próximas três semanas, que eles não conseguem pegar um prefeito capaz de vir a publico dizer que foi discriminado. Não é interessante isso?", questionou o presidenciável tucano. "O pessoal aqui sabe que sempre foram tratados como representantes de uma comunidade, não como donos de uma carteirinha partidária", continuou Serra.

De acordo com Serra, os "valores" que unem a oposição ao PT no governo federal são "verdade, honestidade, justiça e solidariedade". "Não vamos fazer um governo de patota, de partido. Vamos fazer um governo para todos", anotou o tucano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.