Serra: 'Se Dilma vencer, Lula não se elege nem deputado'

Em sabatina, candidato compara relação de Lula com Dilma ao apoio de Maluf a Pitta em 1996

Wilson Tosta, de O Estado de S.Paulo,

10 de setembro de 2010 | 18h08

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, comparou nesta sexta-feira, 10, a relação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a candidata do PT, Dilma Rousseff, ao apoio que o então prefeito da capital paulista Paulo Maluf deu a Celso Pitta na eleição de 1996. Segundo ele, se Dilma for eleita, Lula não conseguirá voltar a concorrer à Presidência daqui a quatro anos.      

 

"O Lula só tem uma chance de ser candidato de novo em 2014: se eu ganhar. Se a Dilma ganhar, o Lula não se elege nem deputado. Aliás, só falta o Lula dizer para não votarem nele se a Dilma não governar bem, como disse o Maluf", disse ele, em referência à disputa para prefeito de São Paulo de 1996.

"Não estou comparando as pessoas. É votar no candidato que de fato não vai governar", afirmou Serra, em sabatina promovida pelo jornal O Globo.    

 

Serra disse que as eleições serão decisivas para o papel do Brasil no século 21 e declarou que o modelo Lula está esgotado. "Botar lá (na presidência) gente que vai continuar com a privatização do governo, com os abusos, com o desrespeito à democracia, com a incompetência, com o governo publicitário, acho isso um risco muito grande para o Brasil".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.