Serra se confunde ao falar sobre candidatura ao governo de SP

O prefeito de São Paulo, José Serra, atrapalhou-se hoje ao aceitar a brincadeira de um jornalista presente em uma visita em escolas no bairro de São Mateus, na capital paulista, e acabou emitindo sinais contraditórios sobre uma possível decisão de concorrer ao governo do Estado na eleição deste ano. Depois da entrevista coletiva realizada no local, um câmera perguntou ao prefeito se ele aceitaria disputar o governo do Estado caso o Palmeiras, time para o qual torce, fosse campeão neste ano. Longe dos microfones, Serra respondeu que seria mais fácil o Palmeiras ser campeão.Logo depois, abordado novamente pela imprensa em função do comentário, Serra sorriu e insistiu que se tratava apenas de uma brincadeira. "Isso não significa também o contrário", despistou o prefeito, afirmando ainda que o Palmeiras é favorito para o campeonato paulista deste ano. Pouco antes disso, durante a entrevista, o prefeito se recusou a se aprofundar em temas relacionados à corrida eleitoral deste ano. Ele confirmou, no entanto, ter recebido a notícia de que prefeitos de alguns municípios de São Paulo planejavam ir à Prefeitura nesta tarde para pedir que aceitasse disputar o governo estadual. Serra se mostrou lisonjeado com a idéia da visita, mas insistiu que tem sua própria agenda como prefeito de São Paulo, e que só voltará para a Prefeitura mais tarde. Ele afirmou ainda que o gesto de seus colegas de partido o agrada, mas ressaltou que "não significa tirar daí uma conseqüência imediata". "Acho um gesto, independentemente da intenção, de simpatia e de proximidade política", ressaltou. Também durante a coletiva, Serra evitou responder se acredita que o PSDB deve agir nas próximas eleições dando prioridade à vontade partidária e não a interesses pessoais. "Depende", disse o prefeito."

Agencia Estado,

22 de março de 2006 | 15h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.