Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Serra recicla promessas da atual gestão

Tucano cita em programa de governo e em reuniões itens pendentes do plano de metas de Kassab, sob justificativa de continuidade

Bruno Boghossian, do estadao.com.br

11 de julho de 2012 | 22h30

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, adotou em sua campanha uma série de projetos que já haviam sido anunciados pelo atual prefeito, Gilberto Kassab (PSD), mas não serão concluídos até o fim do mandato. Entre as propostas citadas pelo tucano em seu programa de governo e em reuniões com líderes comunitários, estão seis itens do plano de metas de Kassab - que o prefeito havia se comprometido a cumprir.

Serra é aliado de Kassab, tem o apoio do prefeito na disputa e defende as realizações da Prefeitura nos últimos anos. O argumento é o de que o próprio Kassab já havia dado continuidade a projetos de Serra quando assumiu o cargo, em 2006, depois que o tucano renunciou para disputar o governo do Estado. Agora, Serra passou a encampar projetos que a atual gestão deixará pendentes.

Parte das metas é frequentemente classificada como prioritárias pelo tucano. É o caso dos parques tecnológicos do Jaguaré, ainda em fase de estudo, e de Itaquera, cujo projeto está em elaboração. As duas obras constam no programa de governo apresentado por Serra. A proposta de criar o polo do Jaguaré foi lançada em novembro de 2006, quando Kassab estava em seu primeiro mandato. Após sua reeleição, incluiu o projeto em seu plano de metas, com o compromisso de concluir a obra até o fim de 2012.

Projetos pendentes. A equipe de Serra afirma que o tucano está comprometido com os projetos pendentes, mas ressalta que novas propostas serão apresentadas ao longo da campanha. O tucano costuma dizer que só pretende citar projetos específicos na propaganda eleitoral da TV, para evitar que os adversários o copiem. No programa de governo que foi entregue à Justiça Eleitoral na semana passada, Serra também apresenta como propostas a finalização da Praça das Artes (complexo cultural na região do Anhangabaú) e a instalação da Operação Urbana Rio Verde-Jacu Pêssego (política de incentivo ao desenvolvimento econômico na zona leste). Os dois projetos integram o plano de metas de Kassab e deveriam ser concluídos até dezembro.

Ideias. Serra também apresenta, com destaque, propostas que já foram anunciadas pela gestão Kassab nos últimos anos, após a elaboração do plano de metas.

Na terça-feira, 10, em uma visita à região do Jaraguá, destacou o projeto de construção do Centro de Exposições de Pirituba, na zona oeste da capital. "Um dos principais pontos do meu programa para São Paulo (...) é o centro de eventos de Pirituba. Com ele, vamos disputar (a vaga de) sede da Exposição Mundial de 2020."

A proposta havia sido apresentada em dezembro de 2010. Na ocasião, Kassab visitou o terreno da obra e apresentou croquis do projeto em uma cerimônia com a participação do então governador Alberto Goldman (PSDB), que sucedeu Serra no comando do Estado.

O candidato tucano também incluiu em seu programa de governo a criação de corredores de ônibus em M’Boi Mirim, zona sul, e na Radial Leste. Kassab abriu uma consulta pública para a instalação dessas faixas em abril deste ano. Também é citada no documento a criação de uma rede de Centros Culturais da Juventude (promessa da campanha de Kassab em 2008)

Na quarta-feira, 11, Serra prometeu a moradores da Vila Sônia (zona sul), a criação de um parque no terreno da Chácara do Jockey. O projeto já está sendo tocado pela equipe de Kassab.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.