Serra reafirma à cúpula tucana desejo de concorrer à Presidência

O prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), reafirmou na reunião que teve na tarde desta sexta-feira com o triunvirato tucano - o presidente nacional da partido, Tasso Jereissati, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves - o desejo de disputar a Presidência da República. Segundo fontes ligadas à cúpula tucana, Serra disse que aceita ser candidato ao Palácio do Planalto, mas com a condição de que essa decisão seja respaldada por um consenso dentro do próprio partido.De acordo com as mesmas fontes, a possibilidade de o prefeito disputar a sucessão ao governo do Estado de São Paulo não chegou a ser discutida na tarde de hoje, no encontro realizado na sede do Executivo municipal. O foco da conversa, asseguram, girou apenas em torno do candidato que irá representar a legenda nas eleições presidenciais deste ano. É por essa razão, que o senador Tasso e o governador Aécio deixaram o encontro anunciando a realização de novas consultas a dirigentes do partido.Decisão sai terça-feiraMesmo com o impasse em torno do candidato presidencial, a cúpula tucana garante que a decisão será anunciada mesmo na próxima terça-feira. Aliados do prefeito José Serra afirmam que ele não vai desistir fácil da idéia de disputar a sucessão presidencial de outubro. A mesma opinião também é manifestada pelos aliados do governador Geraldo Alckmin. Com a determinação de ambos, o triunvirato achou melhor fazer mais uma consulta ao partido e os dois presidenciáveis também deverão continuar as conversas para um entendimento.Apesar de o foco das conversas reservadas de hoje ter sido a sucessão presidencial, a disputa pelo governo do Estado de São Paulo também vem sendo discutida em todo esse imbróglio. Isso porque uma pesquisa encomendada pelo PSDB indica a liderança absoluta de Serra na corrida ao Palácio dos Bandeirantes. Os partidários de Geraldo Alckmin na briga pela sucessão presidencial apostam que o nome de Serra não tem consenso absoluto dentro da legenda para essa disputa, e, com base no ótimo resultado dessa pesquisa, acreditam que Serra acabará aceitando disputar o governo estadual. Por enquanto, os serristas descartam a hipótese.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.