Serra: PT tem 'ação eleitoreira' no caso Alstom

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), disse que o PT tem uma ação eleitoreira ao defender a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o suposto envolvimento do governo tucano em um esquema de pagamento de propinas pela empresa multinacional francesa Alstom. Contudo, o governador nega estar preocupado com a apuração. "Realmente não é uma coisa que me inquiete ou me deixe preocupado, uma vez que determinei, com muita clareza, a todas as empresas do Estado que possam ter algo a ver com isso, que forneçam todas as informações. E ninguém que tiver cometido algum erro vai ser protegido por nós, não vamos salvar a pele de ninguém se essa pessoa tiver culpa", afirmou Serra.O atual alvo das denúncias no caso Alstom, conforme revelou o jornal O Estado de S.Paulo, é a empresa Eletropaulo e os governos tucanos em foco são os de Mário Covas e de Geraldo Alckmin. De acordo com Serra, a primeira coisa a ser feita neste caso é conhecer os documentos suíços. "Até agora, a única coisa que se conhece são os vazamentos", afirmou, citando que o foco inicial das acusações era o Metrô e, agora, é a Eletropaulo. "O que estamos fazendo é abrindo uma investigação dentro do Metrô, porque foi o que se falou primeiro e estamos dando irrestrita e completa cobertura para o Ministério Público Estadual e para Ministério Público Federal, cedendo tudo o que eles querem, qualquer informação, com muita presteza", disse.Ainda a respeito do pedido de abertura de CPI, feito também por integrantes da base aliada do governo Lula no Congresso Nacional, o governador de São Paulo disse que isso é o chamado "kit PT". "Eles (petistas) não têm o que falar e ficam falando isso tudo para atrair o noticiário de imprensa." Segundo ele, a Alstom tem muito mais contratos com órgãos federais do que com órgãos estaduais. Na sua avaliação, o PT está fazendo uma ação eleitoreira "porque o governo de São Paulo vai muito bem e o governo do Alckmin foi bem".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.