Serra promete, se eleito, elevar salário mínimo a R$ 600

Candidato participou de caminhada em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro

Gabriela Moreira, da Agência Estado,

10 de setembro de 2010 | 17h06

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, prometeu nesta sexta-feira, 10, aumentar o salário mínimo para R$ 600 caso seja eleito. "Vou entrar num assunto muito importante para a população, especialmente para a população trabalhadora: se eu for eleito presidente da República, o salário será de R$ 600. Há condições para isso", disse o tucano, durante caminhada nesta tarde em uma área popular, a Praça do Relógio, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Acompanhado do candidato a vice-presidente em sua chapa, Índio da Costa (DEM), Serra caminhou por 30 minutos e comentou a violação do sigilo fiscal do seu genro Alexandre Bourgueois. "Sem grandes surpresas. Essa tem sido a metodologia do crime contra as pessoas", afirmou.

Serra não quis se pronunciar sobre a operação da Polícia Federal (PF) que resultou ontem na prisão do governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), e outros suspeitos de fraude em licitações. Ele alegou não ter informações suficientes para falar do assunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.