Serra promete distribuir remédios pelo correio

A distribuição de remédios pelo correio se transformou em mais um round da batalha entre petistas e tucanos na campanha eleitoral de São Paulo. Promessa do candidato José Serra (PSDB), o projeto já está em fase de implantação na administração da prefeita Marta Suplicy (PT), candidata à reeleição. Durante visita ao Hospital do Campo Limpo, Serra disse que dará cabo à idéia no primeiro dia de seu mandato, caso seja eleito. O projeto valeria para remédios de uso continuado e da cesta básica de medicamentos, fornecidos para pessoas carentes, principalmente os idosos, que devem renovar sua receita médica a cada 4 meses para terem direito aos medicamentos. ?Sai até mais barato, porque não é preciso ter uma máquina de distribuição tão grande e evita filas?, explicou, ao citar as principais vantagens da proposta. A idéia foi inspirada no sistema implantado no Rio de Janeiro pelo secretário de saúde da cidade, o tucano Ronaldo César Coelho, quando Serra ainda era ministro da saúde.Pela manhã, Serra visitou o Cardeal Dom Cláudio Hummes, arcebispo de São Paulo, e seguiu para uma área na região do M?Boi Mirim em que a comunidade exige a construção de um hospital. ?A prefeitura tem que acelerar a desapropriação e construção, porque a demanda é de 600 mil pessoas?, disse. À tarde, o candidato andou pelas ruas do Campo Limpo e ouviu pedidos e reclamações, principalmente na área da Saúde. Pela manhã, a prefeita participou de um evento na Câmara Municipal para sancionar uma lei que cria conselhos de representantes para das 31 subprefeituras. Candidata à reeleição, Marta disse que a lei foi um ?gol de placa? de sua administração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.