Serra participa de evento com Alckmin e não fala de eleição

O prefeito de São Paulo, José Serra, voltou a desviar hoje de questões relacionadas à escolha do candidato do PSDB à Presidência da República. Serra, que esteve com o governador paulista e também pré-candidato tucano para a eleição de outubro, Geraldo Alckmin, para a assinatura de um convênio de permuta de imóveis entre Estado e Prefeitura, fez questão de se concentrar apenas em temas relacionados à cidade. "Eu vim aqui para tratar de assuntos do município", disse Serra, pouco antes de deixar o Palácio dos Bandeirantes, onde ocorreu o encontro.Antes da assinatura do convênio, Serra permaneceu em companhia de Alckmin em uma sala reservada por cerca de meia hora. O prefeito garantiu que em momento algum o tema da eleição apareceu na conversa. Serra também se negou a comentar as declarações da esposa do ex-governador Mário Covas, que afirmou ontem que o PSDB "não é pipoca para as pessoas ficarem pulando de um lado para outro", defendendo assim a permanência de Serra na Prefeitura paulistana. "Eu não vou comentar declaração de ninguém, muito menos da Lila Covas, que é uma pessoa que eu respeito bastante", afirmou.Em seu discurso sobre a assinatura do convênio, Serra aproveitou para ironizar a forte presença de jornalistas no local. "Eu queria agradecer a imprensa pelo extraordinário interesse que demonstra aqui por esta ação cultural. É comovente". Alckmin deixou o Salão de Despachos do Palácio dos Bandeirantes junto com Serra, e não chegou a falar com os jornalistas, alegando que iria acompanhar o prefeito. A expectativa é de que o governador converse com os jornalistas logo após o almoço entre ele, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, e o presidente nacional do PSDB, Tasso Jereissati (CE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.