Serra mantém favoritismo para 2010 e Dilma empata com Heloísa Helena

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), é o favorito para as eleições presidenciais de 2010 em quatro cenários analisados na pesquisa do Instituto Sensus.O tucano teve 46,5% das preferências quando os entrevistados foram instados a optar entre ele e duas concorrentes: Heloísa Helena (PSOL), vereadora eleita em Maceió, e Dilma Rousseff (PT), ministra-chefe da Casa Civil. A primeira teria 12,5% e a segunda, 10,4%, em situação de empate técnico. Os índices dos três são praticamente os mesmos do levantamento CNT/Sensus anterior , realizado em setembro.Quando Dilma é substituída na cédula pela ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy ou pelo ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, os índices dos petistas passam, respectivamente, a 8,6% e 6,8%, enquanto os porcentuais de Serra oscilam entre 45,8% e 47,3%.Quando o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, aparece como o candidato do PSDB na lista apresentada aos entrevistados , chega a 25,3% das preferências, uma vantagem de apenas 6,2 pontos porcentuais em relação a Heloísa Helena. Dilma, nesse contexto, tem 12,9% das intenções de voto.Serra só não fica em primeiro lugar na pesquisa espontânea, em que os entrevistados indicam sua preferência eleitoral sem ler um cartão com o nome dos candidatos.Nesse caso, o preferido do eleitorado é o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 20,4%, quase o dobro da intenção de voto em Serra (10,6%). Mas o presidente está impedido pela Constituição de concorrer a um terceiro mandato.Principal aposta de Lula para sua própria sucessão, Dilma Rousseff - responsável pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - ainda é desconhecida de quase metade (47,8%) da população. Apenas 19,9% dos entrevistados dizem conhecer a ministra, e outros 30,5% afirmam ter ouvido falar dela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.