Serra lecionará três meses em Princeton

O senador José Serra, candidato derrotado à Presidência pelo PSDB, acaba de deixar o Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governo mineiro, onde se encontrou com o governador Aécio Neves. Na saída, Serra disse que não tratou da sua candidatura à presidência do partido. Ele informou que irá para a Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, onde irá lecionar por três meses. Quando retornar, ele pretende ajudar o partido "e contribuir para o sucesso dos governos estaduais do PSDB, além do fortalecimento das bancadas da legenda na Câmara e no Senado"."Temos que trabalhar com a perspectiva de o PSDB exercer um papel importante na vida pública do País e de oposição responsável. Jamais apostando na política de quanto pior melhor", disse. Serra lembrou que à época do governo do presidente Fernando Collor de Mello esse foi o papel exercido pelo partido.O senador negou também que existe uma disputa entre as correntes da legenda de Minas e São Paulo para o comando da legenda. "Essa disputa é ficção. O PSDB é um partido nacional, e Minas e São Paulo vão caminhar de mãos dadas." Ele informou que veio a Belo Horizonte encontrar-se com o governador de Minas Gerais para trocar idéias a respeito do Brasil. Serra aproveitou para elogiar a nomeação da equipe do novo governo que, segundo ele, possui pessoas qualificadas nas pastas mais importantes. Além de Aécio e Serra, também participaram do encontro, que durou cerca de duas horas, o secretário de Estado do governo mineiro, Danilo de Castro, e o deputado federal Custódio Mattos.Veja o índice de notícias sobre o Governo Lula-Os primeiros 100 dias e o CongressoVeja o índice de notícias sobre a transição no Congresso

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.