Serra faz discurso de candidato e ataca política econômica

O prefeito José Serra, um dos cotados para disputar a Presidência pelo PSDB, deixou de lado nesta quinta-feira o discurso de chefe do Executivo e abriu sua fala na festa de inauguração de uma escola na zona norte da capital com um discurso recheado de críticas ao governo Lula, principalmente contra a política econômica. A atitude chamou a atenção porque, até então, Serra dava esse tipo de declaração em entrevistas a repórteres, não em discurso à população. ?Houve a ficção no passado de que, com essas pessoas que estão no governo, a gente teria um governo mais desenvolvimentista, mais moderno, mais progressista. A gente viu que nada disso aconteceu. Aquilo que nós dissemos está acontecendo (na Prefeitura.?O prefeito não poupou críticas à política econômica do governo federal. ?Espero que essa fábrica (onde pousou de helicóptero para o evento) continue funcionando e daqui a pouco não se esteja importando produtos ortopédicos da China com essa política econômica do governo, que pode levar ao fechamento muito maior de indústrias nacionais do que já aconteceu.?Apesar das críticas, Serra continua se recusando a falar sobre a possibilidade de ser o candidato tucano nas eleições presidenciais. ?Não vou falar sobre isso?, disse. Perguntado por que gosta de falar sobre a política nacional, mas não de eleição, desconversou. ?Falo sobre isso porque vocês perguntam.? Serra acusou ainda Lula de só fazer marketing. ?Quem não tem fome acha que tem Fome Zero para os outros, mas a verdade é que não tem para ninguém. O Primeiro Emprego (outro programa social) também não tem, mas tem a propaganda", disse. ?Marketing é o que o governo do PT faz bem. Dá nó em pingo d?água.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.