Serra fala de saúde e Dilma interage com Lula na TV

Os três principais candidatos na corrida pela Presidência da República - Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) - reprisaram hoje os programas exibidos à noite no primeiro dia do horário eleitoral gratuito (terça-feira). Enquanto o tucano destacou o assunto saúde, Dilma interagiu em seu programa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva - ela no Chuí (RS), ele no Oiapoque (AP). "Assim, a gente pode dar um abração no nosso povo e anunciar o início de um novo tempo", disse Lula.

CAROLINA FREITAS, Agência Estado

19 de agosto de 2010 | 14h43

"O futuro começa sem que se interrompa o presente", anunciou Dilma. A candidata apareceu em Minas Gerais, no Vale do Jequitinhonha, onde renovou a promessa de lutar contra a miséria, no Rio de Janeiro, em Pernambuco e em Goiás. O programa exaltou os feitos do governo Lula, como o combate à pobreza e a geração de empregos. Apostando na emoção, a propaganda mostrou o presidente caminhando, pensativo, pelo Palácio do Alvorada.

"Dilma foi a parceira de todos os momentos. Quantas noites ficamos aqui buscando soluções para o Brasil", disse o presidente. "Eu peço: vote na Dilma. Ela é a pessoa mais preparada para ser presidente do Brasil." A candidatada prometeu governar "com cuidado de mãe". Para encerrar a propaganda, imagens da posse de Lula, com festa do povo. E, em seguida, o presidente acenando em sinal de despedida.

Ao fundo, uma música dizia: "Deixo em tuas mãos o meu povo e tudo o que mais amei. Mas só deixo porque sei que vais continuar o que fiz. (...) Agora, as mãos de uma mulher vão nos conduzir. O meu povo ganhou uma mãe que tem um coração que vai do Oiapoque ao Chuí."

Serra

O programa de Serra relembrou as origens do candidato e mostrou como um "garotinho" se transformou em ministro da Saúde, prefeito e governador. "Quem diria que o filho da dona Serafina e do seu Francisco ia fazer tanta coisa boa na saúde?", disse o narrador. A propaganda falou sobre a redução de filas para cirurgias, do programa contra a aids, do Programa da Saúde da Família e das clínicas para tratamento de dependentes químicos.

Pessoas atendidas pelas iniciativas apareceram no vídeo agradecendo a Serra. Maria Augusta, de Goiânia, mostra preocupação com o atendimento médico, ao que o candidato, em um estúdio, responde: "Fica tranquila, dona Augusta. Comigo, saúde vai ser assunto para o Presidente da República." O candidato afirmou ver na área um "jogo de empurra, de botar a culpa em todo mundo".

Serra reforçou a promessa de criar o Mãe Brasileira, a exemplo do programa da Prefeitura de São Paulo, para assegurar às gestantes tratamento pré-natal e vale-transporte para ir às consultas. Prometeu também criar 154 policlínicas pelo País e a Rede Zilda Arns, para pessoas com deficiência ou problemas de mobilidade. "Tá na hora de enfrentar de verdade os problemas", afirmou o tucano.

Marina

Já Marina Silva exibiu um minidocumentário narrado por ela sobre o aquecimento global. "Precisamos parar o ciclo de destruição que já está acontecendo. Nós não estamos mudando os nossos hábitos. Nós precisamos mudar agora. É possível desenvolver sem destruir. Isso é ser sustentável", diz a candidata. Marina só aparece no vídeo por quatro segundos. Diz apenas seu nome e que é candidata a presidente.

Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) usou um poema e imagens em preto e branco para falar sobre os latifúndios e a necessidade de desapropriações no campo. Ivan Pinheiro (PCB) discursou contra o capitalismo e classificou a "democracia burguesa" como um "jogo de cartas marcadas".

O candidato do PSTU, José Maria de Almeida, prometeu dobrar o salário mínimo. José Maria Eymael (PSDC) falou sobre o "mandamento da dignidade" e convidou os eleitores a acessarem a TV Eymael, em seu site. Levy Fidelix (PRTB), por sua vez, autodenominou-se "o presidente do progresso e do desenvolvimento".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.