Serra evita comentar investigação de doação a Kassab

Ministério Público Eleitoral vai pedir a impugnação das contas da campanha para reeleição de Kassab em 2008

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

07 de maio de 2009 | 16h11

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), esquivou-se nesta quinta-feira, 7, de comentar a suspeita de ilegalidade nas doações de campanha do prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM). Segundo reportagem publicada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo, o Ministério Público Eleitoral (MPE) vai pedir a impugnação das contas da campanha para reeleição de Kassab em 2008. A investigação encontrou irregularidades em doações como o repasse de dinheiro por parte de concessionárias de serviços públicos, tipo de contribuição vetada pela legislação eleitoral. Questionado sobre a investigação, o governador apenas disse: "Eu vou olhar isso".

Serra sancionou hoje, em cerimônia no Hospital do Câncer, na capital, a Lei Estadual Antifumo. O prefeito havia confirmado presença no evento, que começou por volta das 14 horas. Às 10 horas, no entanto, a assessoria de comunicação informou o cancelamento da sua participação. Pela manhã, Kassab comentou a suspeita do MPE, em evento de implantação do Projeto Nova Luz, no centro. O prefeito disse estar "muito tranquilo" e prometeu ser "colaborativo" com as investigações. O partido de Kassab, o DEM, é tradicional aliado do PSDB no País. O governador foi um dos principais apoiadores da candidatura à reeleição de Kassab.

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesdoaçõesKassabSerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.