Serra evita comentar hipótese de FHC apoiar Alckmin

O prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), não quis comentar hoje a possibilidade de o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso dar apoio à candidatura presidencial do governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB). Em entrevista à Revista IstoÉ, FHC diz que o fato de estar no final de mandato facilita as condições de Alckmin para disputar a Presidência, enquanto que o prefeito teria de "enfrentar um buraco negro" entre abandonar a prefeitura e vencer as eleições. Indagado sobre a hipótese aventada pela revista de FHC vir a apoiar Alckmin, Serra respondeu: "Eu não acho nada."Serra voltou a criticar a administração do PT na Prefeitura de São Paulo. Segundo ele, houve desperdício de dinheiro público na gestão petista da cidade. Serra declarou que conseguiu baixar em duas vezes e meia o valor pago pela pavimentação feita nas ruas em relação à administração anterior. "A gestão passada é a gestão do sobrepreço; nós estamos fazendo muito mais com a mesma coisa". O preço do leite comprado pela atual prefeitura, segundo o prefeito, foi baixado de R$ 9 o litro para R$ 5,80, ou seja 1/3 do preço." Segundo ele, a gestão anterior deveria ser investigada pelo Ministério Público.O prefeito andou hoje 1,8 quilômetro de bicicleta na nova ciclovia que inaugurou na Estrada de Colônia, na região de Parelheiros, na capital. Segundo ele, a prefeitura vai ampliar a via para 4 quilômetros. O prefeito afirmou que já há recursos para fazer "bicicletários" (estacionamentos de bicicletas) em toda a cidade para incentivar o uso desse tipo de transporte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.