Serra evita comentar apoio a Kassab ou Alckmin em 2008

No entanto, governador de SP estava satisfeito com resultado da pesquisa, que apontou favoritismo do tucano

Elizabeth Lopes, Agencia Estado

13 de agosto de 2007 | 15h33

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), não quis entrar na polêmica a respeito de qual candidato deverá apoiar na corrida à Prefeitura de São Paulo em 2008. A dúvida foi levantada após pedido para o governador analisar os resultados da pesquisa Datafolha, divulgada no último domingo, que colocam Geraldo Alckmin como o líder nas intenções para a prefeitura da capital paulista.     Isso porque Alckmin faz parte dos quadros de seu partido, mas o prefeito Gilberto Kassab (DEM) o sucedeu no executivo municipal. "Em relação ao que vai acontecer, é só no ano que vem, porque essa é uma questão que envolve tempo e pessoas que estão aí nas pesquisas", limitou-se a dizer. Serra, contudo, se mostrou satisfeito com o resultado da pesquisa. "A pesquisa é positiva tanto em relação aos resultados do Alckmin quanto aos do Gilberto Kassab." A respeito da pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira, mostrando que o trânsito na Capital é considerado ruim ou péssimo por 71% dos pesquisados e que o metrô seria a melhor saída para desafogar o tráfego na avaliação de 33%, Serra disse que sua administração pretende realizar esforços na área do transporte sobre trilhos. E disse que, embora ache difícil o governo federal investir no metrô em um país como o Brasil, porque existem vários grandes centros, lembrou que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo Lula prevê a destinação de recursos para vários metrôs do País, mas não para o de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
SerraAlckminKassab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.