Serra espere que PT se comporte direito no segundo turno

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, disse que será o PT quem vai decidir qual nível de tensão a disputa paulistana terá no segundo turno, na qual, conforme pesquisa de boca-de-urna do Ibope, indicou que ele disputará o cargo com a candidata Marta Suplicy (PT). "Quem tencionou o primeiro turno foi o PT, terceirizado ou diretamente. Esperamos que o PT se comporte direito, de acordo com aquilo que o processo democrático exige", disse o tucano, em entrevista coletiva concedida, em frente a sua residência, no bairro Alto de Pinheiros, zona oeste.Serra recusou-se a comentar sobre iniciativas de alianças, principalmente com os candidatos derrotados, alegando que a apuração das urnas ainda não foi concluída e que caberá à direção de seu partido conduzir esse processo. Preferiu o candidato agradecer aos eleitores pela "votação expressiva" que recebeu."Foi uma proporção muito alta para os que depositaram em mim sua confiança e estou revigorado para o segundo turno, quando teremos oportunidade para aprofundar o debate sobre São Paulo e comparar melhor biografias e maneiras e estilos de administrar", comentou.Cidade limpaEle propôs ainda realizar um pacto com o PT intermediado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pela manutenção da cidade limpa no segundo turno. "Queremos agora um pacto para que ninguém mais suje a cidade, como queria o Dr. (Álvaro) Lazzarini, presidente do TRE, mas era difícil colocar esse idéia em prática, dada a grande quantidade de candidatos a vereador", explicou.Bom desempenhoSerra, que é presidente nacional licenciado do PSDB, avaliou que a legenda vem obtendo, até o momento, um bom desempenho nacionalmente na eleição deste ano. "O recado que o eleitorado manda é que nós queremos democracia, não queremos um regime de um partido único, de um partido do vale-tudo, queremos alternância no Brasil e opções", opinou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.