Serra elogia 'grandeza' e 'desprendimento' de Aécio

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), maior interessado na desistência do colega de Minas Gerais, Aécio Neves, de disputar a candidatura tucana à Presidência, preferiu não comentar publicamente a decisão, mas divulgou nota oficial, no início da noite, em que afirmou não estar surpreso com a "grandeza e o desprendimento" demonstrado pelo colega mineiro.

RICARDO BRANDT, Agencia Estado

17 de dezembro de 2009 | 20h18

Em seis parágrafos, Serra tece elogios ao governador Aécio e fala em unidade partidária. "O governador Aécio Neves tem todas as condições para ser o candidato do nosso partido a presidente, por seu preparo, sua experiência política, sua visão de Brasil e seu desempenho como governador eleito e reeleito de Minas Gerais", abre a nota.

"Não me surpreendem a grandeza e desprendimento que ele demonstra neste momento. Os termos em que ele se manifestou confirmam a afinidade de valores e as preocupações que inspiram nossa caminhada política", diz Serra. E afirmou fazer dele as palavras de Aécio de um "projeto nacional mais amplo, generoso e democrático o suficiente para abrigar diferentes correntes de pensamento nacional".

O governador afirma ainda: "Não somos semeadores da discórdia e do ressentimento. Nem estimuladores de disputas de brasileiros contra brasileiros, de classes contra classes, de moradores de uma região contra moradores de outra região". E completa: "Trabalhamos, ambos, sempre, pela soma, não pela divisão. Somos brasileiros que apostam na construção e não no conflito". Na nota, Serra também reafirma palavras do presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, de "união e convergência".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.