Serra elogia beleza da democracia e não responde a Lula

O candidato do PSDB, José Serra, votou há instantes no Colégio Santa Cruz, na zona oeste de São Paulo, acompanhado da esposa Mônica Serra, do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin, do atual governador Alberto Goldman e do prefeito da capital, Gilberto Kassab. Sorridente, vestindo uma camisa de cor azul clara, o candidato afirmou que "hoje quem fala é o povo, que vai decidir o futuro do País nos próximos quatro anos". "Essa é a beleza da democracia, e talvez a beleza da alternância de poder, que seria muito bom para o País", declarou.

ÁLVARO CAMPOS, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 12h25

Após votar, sob aplausos de eleitores e apoiadores, Serra fez breves declarações sobre a eleição e não respondeu perguntas dos jornalistas. Ele disse que a campanha deixou-o muito otimista em relação ao Brasil: "Em todos os pontos (do País) eu vi a confiança e a esperança das pessoas nos abraços e nos olhares, apesar dessa batalha desigual que durou tantos meses", afirmou.

Ele reafirmou que irá trabalhar pelo futuro para que as crianças brasileiras tenham um futuro digno, destacando propostas para melhorar a segurança, a saúde e a educação. "Proponho um pacto de dez anos para a educação para deixarmos de lado as posturas políticas nesse setor. Eu sei a importância de consolidar a economia para criar os empregos que a população necessita. Nenhuma dessas questões estão equacionadas, todas são questões pendentes. Nós apresentamos as soluções e as nossas credenciais para cumprir essa missão", reforçou.

Serra não comentou a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que afirmou hoje que "Serra sai menor do que entrou na campanha".

Na porta do colégio onde votou, o candidato ouviu vaias de alguns poucos eleitores que portavam cartazes escritos a mão, sem identificação partidária. Num deles, estava escrito "Serra - candidato a vereador em 2012". Em outra, a frase era "Serra, o Papa é contra a camisinha. E o combate à AIDS?." Os seguranças do candidato tucano tentaram evitar que fotógrafos fizessem fotos dos cartazes, mas não houve confronto. A assessoria do candidato não informou o local onde Serra irá acompanhar a apuração dos votos.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010José Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.