Serra e Kassab evitam opinar sobre fidelidade partidária

Em lançamento de CEU no Jaçanã, na zona norte, Serra faz questão de dizer que esta é uma iniciativa do PT

Tomas Okuda, da Agência Estado,

06 de outubro de 2007 | 14h26

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM), evitaram comentar uma possível extensão da fidelidade partidária para cargos majoritários (senadores, governadores e prefeitos), depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) definiu o princípio para os cargos de representação proporcional. "Não adiante dar palpite. É melhor esperar o Judiciário examinar o assunto", disse Serra neste sábado, 6, se referindo à reunião que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverá realizar na próxima terça-feira, 9, para discutir o tema. O prefeito Kassab foi na mesma linha de argumentação: "estamos aguardando o TSE se definir".   STF 'judicializa' política ao impor fidelidade, dizem analistas Quem são os deputados que podem perder o mandato  ENQUETE: Você concorda com a decisão do STF?    Na manhã deste sábado, Serra e Kassab participaram da inauguração do Centro Educacional Unificado (CEU) Jaçanã, construído no Tremembé, na zona norte de São Paulo. O governador fez questão de informar que o CEU é uma iniciativa da gestão anterior, do PT. "Coisa boa que não devia acabar está tendo continuidade, mas melhor do que os anteriores, cerca de 15% mais baratos, com maior capacidade por aluno", alfinetou.   O prefeito Kassab disse que o esforço é para acabar com as escolas de lata, valorizar professores e criar programas, como o Ler e Escrever, "que reduz os índices de analfabetismo", e o Programa Permanente de Reforma e Manutenção de Escolas. Segundo ele, até o fim da gestão, em 2008, serão concluídas 182 novas escolas, das quais 24 CEUs.   As obras do CEU Jaçanã foram iniciadas em janeiro de 2006, com investimento de cerca de R$ 25 milhões, beneficiando cerca de 2,6 mil alunos. O Bloco Didático do centro já estava funcionando desde o início de 2007. A partir de agora, os moradores da região também poderão utilizar as dependências esportivas e culturais do Bloco Esportivo e Cultural (BEC) e o Telecentro, com 20 computadores.

Tudo o que sabemos sobre:
SerraKassabfidelidade partidária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.