Serra e Haddad participam de debate na TV

Apesar da liderança nas pesquisas de intenção de voto do candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, os correligionários dele negam que haja um clima de vitória, faltando ainda dez dias para o pleito deste segundo turno. "Jamais faremos isso. O candidato não entra nessa", disse um dos coordenadores da campanha, vereador José Américo.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

18 de outubro de 2012 | 22h33

Já o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) prevê dias difíceis até o pleito. "Acho que serão nove dias tensos", comentou. Os candidatos Haddad e José Serra (PSDB), que pleiteiam a Prefeitura de São Paulo, participam nesta noite de um debate promovido pela TV Bandeirantes. Entre os petistas que acompanharão Haddad, estão os ministros Alexandre Padilha (Saúde), Marta Suplicy (Cultura), o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o líder do PT na Câmara Federal, deputado Jilmar Tatto e o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia.

Correligionários de Haddad afirmaram que o candidato se preparou nesta tarde com a equipe do marqueteiro João Santana e com seus principais coordenadores de campanha. De acordo com os petistas, ele está preparado não só para discutir os assuntos da cidade, como para responder a eventuais ataques. "Ele está no clima do pode vir quente que eu estou fervendo", disse um de seus auxiliares.

Estão acompanhando o candidato tucano José Serra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-governador Alberto Goldman, o atual prefeito Gilberto Kassab (PSD), o ex-vice na chapa de Celso Russomanno, o petebista Luiz Flávio D''Urso, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, e a candidata derrotada do PPS à Prefeitura, Soninha Francine.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012SPBandDebate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.