Serra: é cedo para definir candidatura tucana à Prefeitura

Governador de São Paulo diz que pensar em divisão entre 'alckmistas' e 'serristas' é folclore e ridícula

Ana Paula Ragazzi, da Agência Estado,

16 Setembro 2007 | 16h08

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), afirmou neste domingo, 15, que ainda é cedo para tratar da sucessão à Prefeitura de São Paulo. "Vamos deixar isso para o ano que vem. Precisamos examinar o partido, as pessoas e tudo o mais. Por ora, tudo é muito prematuro", declarou, durante a convenção municipal do PSDB.  Veja também:Reis Lobo é novo presidente do PSDB na capital paulista Alckmin critica demora das reformas política e tributáriaSerra definirá candidato da aliança PSDB-DEM, diz Kassab O comentário do governador foi feito após declarações do atual prefeito, Gilberto Kassab (DEM-SP), de que a decisão sobre a candidatura do partido à Prefeitura - que possivelmente seria entre o próprio Kassab e o ex-governador Geraldo Alckmin - seria de Serra. O governador, que esteve na convenção do partido na Câmara Municipal de São Paulo durante a tarde deste domingo, conversou com militantes e a imprensa tendo Alckmin sempre ao seu lado. Ele afirmou que "a divisão entre serristas e alckmistas é folclore". Segundo Serra, "é ridículo pensar isso". Sobre a convenção, Serra disse esperar que a eleição deste domingo fortaleça o partido. O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, também esperado na convenção, não compareceu. A votação para eleição do Diretório Municipal do PSDB já se encerrou, e a decisão será divulgada ainda neste domingo.

Mais conteúdo sobre:
PSDBconvenção do PSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.