Serra: é 'bom para o mundo' ouvir o Papa defender a vida

O candidato a presidente José Serra (PSDB) fez um rápido comentário hoje, em Uberlândia (MG), sobre a atitude do Papa Bento XVI, que condenou o aborto e conclamou os bispos brasileiros a orientarem politicamente os fiéis católicos.

BRÁS HENRIQUE, Agência Estado

28 de outubro de 2010 | 16h56

O tucano disse que não leu a declaração do Papa na íntegra, mas que conhecia o seu teor. "O Papa é um líder espiritual mundial da Igreja Católica, ele tem o pleno direito de emitir as suas diretrizes e orientações para os católicos do mundo", disse. "A defesa da vida é algo que merece fazer parte das palavras do Papa, além do que é previsível, além do que é bom para o mundo ouvir isso: a defesa da vida", acrescentou.

Serra esteve no Uberlândia Clube, no começo da tarde de hoje, para encontro com políticos e lideranças empresariais e sindicais da região. Ao seu lado estavam o governador reeleito Antonio Anastasia (PSDB) e os senadores eleitos Aécio Neves (PSDB) e Itamar Franco (PPS). Depois de um rápido discurso, Serra tomou um café num ponto tradicional do centro da cidade mineira e seguir para Montes Claros (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.