Serra e Alckmin prometem agenda política unificada em São Paulo

Os candidatos do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, e ao Governo de São Paulo, José Serra, prometeram neste sábado unificar suas agendas políticas sempre que as campanhas forem feitas no Estado. A afirmação partiu de Serra durante breve entrevista concedida pelos dois candidatos no começo da tarde, depois de uma caminhada conjunta pela Avenida Visconde de Inhaúma, no município de São Caetano do Sul, no ABC Paulista. Com esta declaração, os dois tucanos pretendem dissipar os comentários de que o ex-prefeito, José Serra, estaria procurando a qualquer custo desvincular a sua campanha rumo ao Palácio dos Bandeirantes da do seu colega de partido e postulante ao cargo de presidente, Geraldo Alckmin. A caminhada feita na manhã deste sábado, de cerca de quatro quilômetros, com direito a paradas para fotografias, visitas a estabelecimentos comerciais e autógrafos em camisas da Seleção Brasileira, foi o primeiro teste de popularidade conjunta a que se submeteram os dois candidatos, após a Convenção do PSDB no último domingo, 25 de junho.Os dois candidatos não pouparam críticas ao presidente Lula. Serra, economista por formação, escolheu como tema a política econômica para fustigar o Governo Lula. "Economia com juros altos e câmbio baixo é uma política equivocada", criticou Serra. Alckmin preferiu atacar Lula com o que ele chamou de "jogatina política", referindo-se novamente às visitas que o presidente fez a São Paulo para participar de inaugurações de obras que, segundo ele, não têm sequer um centavo de recurso do Governo Federal. Entre estas obras, Alckmin citou a inauguração de uma ala do Hospital das Clínicas nesta semana. Ele criticou também a propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores na televisão, que teria tirado proveito político do Rodoanel, que, segundo ele, também não recebeu dinheiro da União. Alckmin criticou ainda a segurança pública, área que para ele o Governo Federal tem se mostrado pouco presente em apoio aos estados.As promessas dos dois candidatos são muito parecidas. Tanto Alckmin quanto Serra prometeram construir Fatecs em São Caetano e direcionar recursos para a conclusão do anel viário (Rodoanel), o que, segundo eles, trará mais empregos para a Região do ABC e facilitará a ligação do Estado de São Paulo ao Porto de Santos. Agora à tarde, Alckmin vai assistir ao jogo do Brasil com a França na sede da Associação dos Trabalhadores Sem-Terra de São Paulo, na bairro da Lapa, Zona Oeste da capital paulista. Serra disse que assistirá ao jogo na sua casa e brincou: "vou assistir ao jogo em casa porque a imprensa registra todas as minhas expressões faciais e nem posso dizer um palavrão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.