Serra diz que vai dar aulas e palestras em 2011

O ex-governador de São Paulo José Serra, que concorreu às eleições presidenciais de 2010, disse hoje que pretende "ganhar a vida" ao longo deste ano com aulas e palestras. "Vou trabalhar para ganhar a vida, fazendo o que eu sei fazer que é dar aulas, palestras e escrever. Eu não tenho renda", afirmou, após a cerimônia de transmissão de cargo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

ANNE WARTH, Agência Estado

01 de janeiro de 2011 | 14h12

No campo político, Serra afirmou: "Vou continuar onde eu sempre estive. Na atividade de política, eu sempre estive, estou e vou continuar", disse. Sobre as conversas em torno da refundação do PSDB, o tucano afirmou que isso é um assunto para outra hora.

Serra disse que seguirá trabalhando com a responsabilidade que teve ao receber milhões de votos dos brasileiros nas eleições. De acordo com ele, a oposição "tem de fazer oposição". Para Serra, União, governadores e prefeitos devem colaborar com as mais diversas esferas de governo."O (Mário) Covas governou assim. O Alckmin governou assim. Eu governei assim e o Alckmin vai continuar a governar assim", afirmou.

"Esse é o terreno político-administrativo. O que as pessoas querem são governadores cooperando e não brigando entre si", disse. "Outra coisa é em relação ao plano político e os rumos que o País vai tomando. É ai que a oposição tem de atuar para o bem, defendendo as causas corretas e justas."

Serra afirmou ter ficado emocionado com os aplausos que recebeu ao ter seu nome citado por Alckmin durante seu discurso e afirmou que tem a sensação de dever cumprido em relação ao Estado. "Terminamos o governo muito realizados, com São Paulo em ordem e eu tenho certeza que o governador Alckmin vai dar um impulso ainda maior. São Paulo vai acelerar na saúde, na educação e no desenvolvimento econômico."

Serra evitou qualquer tipo de crítica em relação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula das Silva e da presidente eleita Dilma Rousseff que toma posse nesta tarde.

Maluf

O ex-prefeito e ex-governador paulista Paulo Maluf elogiou o discurso de Alckmin. "O discurso foi muito bom, otimista de realizações e de geração de emprego. Ele está à altura dos governadores de São Paulo", afirmou Maluf, deputado reeleito (PP-SP), que participou da cerimônia de transmissão de cargo no Palácio dos Bandeirantes.

Tudo o que sabemos sobre:
José SerraposseGeraldo AlckminSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.