Serra diz que povo não quer "ti-ti-ti eleitoral"

O ministro da Saúde, José Serra, voltou a afirmar hoje, em São Paulo, que é prematuro antecipar o debate sucessório de 2002. "Para a população não convém que ti-ti-ti eleitoral, já agora, se misture com o trabalho do governo", afirmou o ministro.O ministro da Saúde afirmou também que pretende participar do encontro do PSDB que será realizado no próximo sábado, em Belém. Serra, no entanto, afirmou que não acredita que a reunião definirá os rumos da sucessão de 2002. "Ainda é muito cedo. É apenas uma reunião. Não há por que imaginar que uma reunião vá delinear os rumos (sucessórios) tão prematuramente", disse.O ministro não quis comentar as pesquisas eleitorais para a presidência neste momento. "As pesquisas são prematuras e não refletem, a grosso modo, a realidade que se perfilará no ano que vem", afirmou Serra, acrescentando que a definição dos candidatos que deverão disputar a Presidência e os governos só ocorrerá no final do primeiro semestre de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.