Serra diz que não tomou conhecimento de cartel

O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) manifestou-se na noite desta sexta-feira sobre as denúncias de suposto cartel formado por empresas fornecedoras do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na licitação de obras dessas companhias, ocorridas durante administrações tucanas no Estado.

GUILHERME WALTENBERG, Agência Estado

02 de agosto de 2013 | 19h42

Serra afirmou, via nota divulgada por sua assessoria de imprensa, que seu governo (2007-2010) não tomou conhecimento de qualquer cartel. "E muito menos deu aval a qualquer coisa nesse sentido", ressaltou a nota.

O tucano endossou as declarações do governo estadual que, na tarde desta sexta, acusou o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão ligado ao Ministério da Justiça, de promover um "vazamento seletivo" de informações sobre a investigação em curso para apurar fraudes ligadas a contratos do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

De acordo com reportagem publicada nesta sexta pelo jornal Folha de S. Paulo, uma das empresas supostamente envolvidas nesse cartel, a Siemens, acusou o governo estadual de ter conhecimento da existência dessa prática e de ter dado aval ao seu funcionamento. A nota diz ser "imperativa" a apuração "profissional" das denúncias. "É imperativo que sejam feitas as apurações de maneira profissional e séria sobre os fatos noticiados e que sejam divulgadas integralmente as denúncias em poder do CADE, no prazo mais rápido possível, a fim de que a verdade venha a público e eventuais crimes e infrações sejam punidos", diz a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
José Serracartel metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.