Serra diz que irá ao 2º turno com 'trabalho' e 'verdade'

A poucos dias das eleições, o candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, está convicto de que vai para o segundo turno. Para isso, contou hoje qual será a sua estratégia na reta final da campanha: "Primeiro, trabalho. Segundo, trabalho e terceiro, trabalho. Além do trabalho, verdade, verdade e verdade", disse o tucano, ao desembarcar no aeroporto de Presidente Prudente, no extremo oeste paulista, onde chegou com quase duas horas de atraso por causa do mau tempo, que impediu pousos e decolagens na maior parte do dia.

SANDRO VILLAR, Agência Estado

27 de setembro de 2010 | 19h14

Serra preferiu falar de assuntos regionais e cometeu uma gafe, chamando Presidente Prudente de Ribeirão Preto. O candidato falou de seu apreço pela região, motivo pelo qual fez questão de visitar a cidade apesar da chuva forte, que durou a tarde inteira.

Um de seus assuntos preferidos foi a saúde. Ele criticou o setor e lembrou das dívidas das Santas Casas. "As Santas Casas do Brasil estão com dívidas de R$ 6 bilhões", disse o tucano, prometendo ajudar esses hospitais se for eleito. Serra defendeu também investimentos maciços na saúde.

A segurança pública também foi comentada pelo candidato. Ele defendeu a construção de presídios e alfinetou o governo federal. "O Brasil tem duas vezes mais criminalidade que São Paulo. O Brasil precisa fazer mais penitenciárias. É a única maneira de combater o crime. O crime caiu em São Paulo graças aos presídios", afirmou.

Ao justificar os pedágios nas rodovias paulistas, Serra voltou a cutucar o governo federal. "As dez melhores estradas estão em São Paulo. As piores são federais, de dez há nove sem condições", afirmou.

Depois de rápida entrevista coletiva no aeroporto, o candidato foi para o calçadão, onde cerca de 500 pessoas o esperavam para a caminhada. Porém, com uma chuva forte, a caminhada foi cancelada pelo PSDB local. Mesmo assim, Serra percorreu o camelódromo, onde entrou em vários boxes.

Mais de 20 prefeitos, a maioria tucanos, acompanharam o candidato na última visita a Presidente Prudente antes das eleições. Até o começo da noite, Serra ainda estava na cidade. Sua próxima parada era Araçatuba, onde o esperavam o candidato a governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o candidato ao Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.