Serra diz que ficou preocupado com corte para Rodoanel

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), não escondeu a preocupação que teve ontem quando a Comissão Mista do Orçamento votou pelo corte de R$ 224 milhões, de R$ 264 milhões, para a construção do trecho Sul do Rodoanel, que contorna a região metropolitana da capital paulista. O presidente da comissão, José Maranhão (PMDB-PB), telefonou a Serra e disse que ocorreu um engano na votação e que isso será corrigido em plenário, na quarta-feira. "Não me tranqüilizou totalmente, mas de todo o modo temos uma expectativa positiva", disse Serra.Em Bebedouro, no interior paulista, onde inaugurou obras viárias, Serra disse que ficou preocupado quando soube do corte. "O Rodoanel, trecho Sul, que está sendo feito, custa R$ 4 bilhões, é a obra viária mais cara que tem em São Paulo e talvez em todo o Brasil e o aporte do governo federal para o total seria de R$ 1,2 bilhão, que é uma parte até pequena do conjunto", disse. "E isso tem que se traduzir em R$ 300 milhões a cada ano. Por isso esse corte na comissão nos deixou muito preocupados.""Ele (Maranhão) me telefonou dizendo que houve um engano na votação, que era para dizer ''sim'' e na verdade tinham que dizer ''não'', uma questão técnica das votações", explicou o governador de São Paulo. "Ele prometeu que isso será reposto no plenário e nós aguardamos que isso seja feito", afirmou o governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.