Serra diz que enfrentará problemas econômicos com 'muito tesão'

De acordo com tucano, o que já foi feito dá ao Brasil garantia para crescimento no futuro

Evandro Fadel, de O Estado de S.Paulo

04 Maio 2010 | 19h45

SANTA MARIA - O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, disse nesta terça-feira, 4, em discurso a empresários e líderes comunitários de Santa Maria, no centro do Rio Grande do Sul, que enfrentará os problemas econômicos do País com "muito tesão". Segundo ele, o que foi feito até agora dá ao Brasil "boas condições" de garantir o crescimento para o futuro. Mas apontou alguns problemas que ainda persistem, segundo sua ótica.

 

Entre eles, citou o superávit comercial em declínio, enquanto o Brasil precisa de investimentos do exterior. "É um assunto que tem que ser enfrentado", afirmou. Para Serra, a questão da infraestrutura precisa de solução urgente. E, por fim, ponderou que a União faz poucos investimentos, deixando 70% deles para Estados e municípios que, por lei, não podem fazer déficit. Antes, ele já havia feito críticas em relação ao tratamento dado pelo governo federal à saúde, segurança e Educação.

 

"Vão me perguntar: você está pessimista? Não. Eu acho sinceramente que dá pra gente enfrentar. Se couber a mim, você pode estar certo que vamos enfrentar e manter o bom desempenho econômico, mas exige conhecimento, cuidados e muito tesão, muita vontade de consertar essa situação", afirmou. Serra também brincou bastante com os ouvintes, colocando em vários momentos a rivalidade entre Grêmio e Internacional no seu discurso, mas sem deixar de falar do Palmeiras, seu time de coração.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.