Serra diz que é candidato, mas não aceita prévias

O prefeito de São Paulo, José Serra, concedeu entrevista na porta de sua casa, no Alto de Pinheiros, na qual admitiu, pela primeira vez publicamente, que quer ser o candidato do PSDB a disputar a Presidência da República, desde que não tenha que disputar prévias com seu principal adversário, Geraldo Alckmin, governador de São Paulo."Ao longo desses meses, tenho evitado falar sobre candidatura, mas tenho aparecido na liderança das pesquisas, um reconhecimento da população brasileira", disse Serra.O prefeito afirmou que decidiu atender a um "apelo" de seus colegas de partido, desejosos de sua candidatura. "Decidi deixar à disposição do partido a minha indicação para disputar à Presidência da República, mas sem realização de prévias", afirmou.Após a entrevista, o prefeito deixou sua residência para pegar um helicóptero para encontrar-se com o presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jeressati (CE), em local não revelado. Ainda nesta segunda-feira, Tasso deverá também se encontrar com o governador Alckmin, que vem mantendo sua pré-candidatura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.