Serra diz que deixa decisão de vice para PSDB

O candidato à Presidência da República José Serra (PSDB) afirmou hoje que "definitivamente" é uma decisão de seu partido sobre quem será o candidato a vice e não confirmou se o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) teria aceitado o convite para formar uma chapa pura. "Que ele aceitaria eu sei, seria um bom nome como teriam outros nomes bons. Sem dúvida ele é um homem extremamente qualificado, mas estou fora do ar desde que embarquei. Não consegui nem telefonar. Se o presidente [do PSDB] Sérgio Guerra fez este encaminhamento, é definitivamente uma decisão de meu partido" disse.

LIEGE ALBUQUERQUE, Agência Estado

25 de junho de 2010 | 21h25

O presidenciável chegou às 18h (horário local) em Parintins (AM) para assistir ao festival folclórico da cidade, convidado pelo senador tucano Arthur Virgílio (AM). Virgílio comemorou o anúncio de Dias como vice de Serra. "Acho o nome de Alvaro Dias excelente porque, mesmo tendo uma chapa puro sangue, é fortíssima, pois ele é um homem respeitado, limpo, nome forte no Sul, mas também com trânsito no centro oeste e nordeste".

Perguntado se iria ensaiar passos de dança na festa do Boi Bumbá esta noite, Serra respondeu que não seria seu forte. "Se eu saísse dançando, as pessoas pensariam se ele era tão bom presidente quanto dançarino. Daí, seria perigosíssimo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.