Serra diz na TV que Prefeitura buscou recursos no MEC

Faltando menos de 10 dias para o segundo turno, o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, usou o programa no horário eleitoral na TV para negar que seu adversário, Fernando Haddad (PT), tenha oferecido recursos para a construção de creches quando foi ministro da Educação. "Os fatos desmentem Haddad", disse o apresentador, exibindo cópias onde o ex-secretário municipal, Alexandre Schneider (PSD), atual vice na chapa de Serra, teria indicado ao Ministério da Educação (MEC) os locais onde seriam necessárias novas creches.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

19 de outubro de 2012 | 21h21

A estratégia tucana é rebater o discurso da campanha petista, que afirma que a gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) não aceita parcerias com o governo federal na área da educação. Segundo o programa de Serra, os recursos para o setor vêm sendo supridos pelo governo estadual e essa parceria será mantida num eventual governo do PSDB na cidade. "Vamos fazer de novo essa união e vamos conseguir recursos onde ele estiver", ressaltou o candidato, se dispondo a buscar apoio do governo federal.

A campanha de Serra insistiu no slogan "Competência faz a diferença" e na experiência do tucano como administrador. Citando o trabalho em conjunto com Kassab, a propaganda mostrou os projetos bem sucedidos nas áreas de transporte, habitação e saúde. "Foi o Serra (que fez) e não o PT", disse uma moradora de um conjunto habitacional.

A propaganda petista apostou na edição dos melhores momentos de Haddad no debate promovido na noite de quinta-feira (18) pela TV Bandeirantes e exibiu o trecho onde o candidato sugeriu um protocolo entre os candidatos para uma campanha propositiva. Além de comemorar a liderança do petista nas pesquisas de intenção de voto, foram divulgadas imagens do evento onde Haddad recebeu o apoio de movimentos sociais. "Cresce a certeza: São Paulo quer o novo", disse o narrador. No final, a campanha anunciou o comício deste sábado (20) com as presenças da presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012SPpropaganda eleitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.