Serra deve anunciar candidatura até domingo

O presidente do PSDB, José Serra, admitiu nesta segunda-feira, em conversas reservadas, que deve ser candidato a prefeito de São Paulo. A pré-convenção do partido está inicialmente marcada para domingo, mas, se confirmado o nome de Serra, a disputa interna será cancelada. Em caso contrário, outros quatro pré-candidatos da legenda têm interesse em concorrer à sucessão da prefeita Marta Suplicy (PT).Serra vem consultando várias pessoas e obtido sempre a mesma resposta: diante da conjuntura desfavorável do governo Lula e dos problemas enfrentados pelo ex-prefeito Paulo Maluf, esta é sua grande chance. Mesmo aqueles que defendiam a tese de que Serra se preservasse para 2006 já mudaram de idéia. "Com tantas condições favoráveis, não dá para ficar pensando em 2006", diz um amigo de Serra. Como resumiu um assessor direto do governador Geraldo Alckmin, "a questão é pegar o bonde vazio que está passando ou ficar esperando por um coletivo que ninguém sabe como vai passar, se é que vai passar".As dúvidas de Serra aumentaram nos últimos dias, depois que ele esteve em Vitória (ES) e Belo Horizonte (MG) e ouviu muitos apelos para sair candidato. Ao seu lado, um deputado alertou: "Será uma temeridade você não sair candidato." Segundo o deputado, que há um mês considerava a hipótese remota, Serra cansou de ouvir a mesma pergunta: "Por que o senhor não é candidato?" Conclusão do parlamentar: "Quando você não consegue explicar por que não é candidato, é melhor ser candidato."Assim como o deputado, muitos amigos que antes criticavam a possibilidade mudaram o discurso e passaram a pressionar Serra para entrar na disputa. Segundo eles, o quadro mudou tanto que a candidatura Serra hoje virou uma imposição das circunstâncias. "Ele tem perguntado muito sobre isso e já deve ter percebido que sua candidatura hoje é irreversível", avalia um interlocutor de Serra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.