Serra destaca ideal republicano

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, disse, ao iniciar sua participação na série Eleições 2004 - Candidatos no Estadão, que esta eleição não será decidida pelas "promessas em metros cúbicos ou em quilômetros, mas com base em valores". Serra afirmou que o valor fundamental é o da idéia republicana. "Nós acreditamos que a administração pública deve ser excercida em função do interesse público, do interesse da pessoas. Um prefeito, um governador, um presidente da República é um servidor público para servir à coletividade, não a grupos, indivíduos ou a corporações, ou a partidos como acontece hoje no Brasil e em São Paulo", criticou.Para governar a capital paulista, o ex-ministro da Saúde afirmou que pretende estabelecer critérios que definiu como "quatro Ps": prioridade, parcerias, planejamento e parcimônia, ou seja, diminuir custos e cortar benefícios. O tucano salientou que poderia existir também um quinto "P", que, segundo ele, seria resolver as coisas num primeiro momento.Serra chegou ao auditório do Grupo Estado às 9h55, veio acompanhado do seu vice, Gilberto Kassab, o deputado Walter Feldman, e Edson Aparecido, presidente municipal do PSDB e um dos coordenadores da campanha. Sua entrevista é a última da série iniciada terça-feira com Paulo Maluf (PP) e prosseguiu quarta-feira e ontem sabatinando, respectivamente, a ex-prefeita Luiza Erundina (PSB) e a prefeita Marta Suplicy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.