Serra defende conclusão de obras de infraestrutura no Tocantins

Tucano prometeu concluir obras de eclusas da hidrovia Tocantins-Araguaia e da Ferrovia norte-sul

Jocyelma Santana, especial para o Estado / PALMAS,

27 Julho 2010 | 20h07

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra (PSDB), defendeu a conclusão de obras de infraestrutura para beneficiar o Tocantins, onde participou de eventos de campanha nesta terça-feira, 27.

 

TSE multa Serra pela 4ª vez por campanha antecipada

 

O presidenciável prometeu, caso seja eleito, concluir as obras das eclusas nas hidrelétricas que já estão em funcionamento e nas que permanecem em construção no Estado. O sistema garante a navegabilidade dos rios, em especial o Tocantins, com a efetivação da hidrovia Tocantins-Araguaia.

 

Entre outros projetos que Serra defendeu para o Estado estão a conclusão da Ferrovia Norte-Sul (atualmente em fase de construção do trecho entre Guaraí e Palmas) e investimentos em clínicas médicas de especialidades - com ênfase na mulher.

 

Durante coletiva, o candidato criticou o volume de recursos destinados pelo governo federal à construção do trem bala, que liga o Rio de Janeiro à Campinas (SP). Segundo ele, o montante poderia ser direcionado para melhoria do sistema metroviário urbano das cidades que sediarão jogos da Copa do Mundo de 2014.

 

Atraso

 

Com quase duas horas de atraso, o presidenciável chegou a Palmas (TO), onde fez caminhada pela Avenida JK, no centro da capital, acompanhado do candidato ao governo do Tocantins, Siqueira Campos (PSDB) e seu vice, João Oliveira (DEM). Serra entrou em lojas e cumprimentou eleitores. Alguns comerciantes instalados na avenida decidiram antecipar o fim do expediente temendo tumultos na passagem do candidato.

 

A caminhada, de um quilômetro, durou cerca de uma hora e meia. No escritório de uma farmácia, durante o percurso, Serra concedeu entrevista coletiva.

 

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010 José Serra Tocantins

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.